Crítica: A Mulher de Negro 2 – Anjo da Morte

40 anos após a primeira assombração em Eel Marsh House, um grupo de crianças evacuadas de Londres da 2ª Guerra Mundial, despertam o habitante mais assustador e perturbado da casa

Título: The Woman in Black 2 – Angel of Death
Ano: 2014
Realização: Tom Harper
Interpretes: Helen McCrory, Jeremy Irvine, Phoebe Fox…
Sinopse: 40 anos após a primeira assombração em Eel Marsh House, um grupo de crianças evacuadas de Londres da 2ª Guerra Mundial, despertam o habitante mais assustador e perturbado da casa.

Como assisti ao primeiro filme, podem ler a crítica aqui. decidi continuar a história e ver a sequela. O enredo do filme é o mesmo. A sinistra mulher, que mesmo após de morta não superou a morte do filho e por isso anda à “caça” de criancinhas para os pais sofrerem o que ela própria sofreu. Neste filme passaram-se 40 anos desde o último reencontro, e agora um grupo de crianças refugiadas da 2ª Guerra Mundial, conseguem a casa assombrada como local de descanso. Ora, é quando as crianças andam por onde não devem que despertam o mal. “The Woman in Black 2” apresenta um argumento acelerado, cheio de falhas e com incoerências. Nesse aspecto gostei mais do primeiro, em que os protagonistas ao seu ritmo descobriram a verdade da “Mulher de Negro”. Neste segundo filme, seria demasiado cansativo exporem a história novamente, daí que a produção apresou-se com os protagonistas. Além o romance entre Eve e Harry foi demasiado forçado e desnecessário para o contexto.

The Woman in Black 2” não tem muito de filme de terror. Pode existir aqueles momentos onde a tensão é maior, mas não é por aí além. O final como é comum neste género de filmes, fica em aberto à mente do espectador. O argumento é fraco e o desempenho dos atores também não é de louvar. Pelo o que vi no trailer esperava um pouco mais. A caracterização da Mulher de Negro é para mim o factor mais positivo desta obra do medo. O blogue atribui 2 estrelas em 5.

Rating: 4 out of 5.

Crítica – A Mulher de Negro

The Woman in Black ou a Mulher de Negro é um filme de 2012 realizado por James Watkins e tem nos principais papéis Daniel Radcliffe, Ciarán Hinds e Janet McTeer. Este é um filme de terror psicológico que aborda temas como o sobrenatural e o desconhecido.


The Woman in Black ou a Mulher de Negro é um filme de 2012 realizado por James Watkins e tem nos principais papéis Daniel Radcliffe, Ciarán Hinds e Janet McTeer. Este é um filme de terror psicológico que aborda temas como o sobrenatural e o desconhecido. A narrativa do filme, leva-nos a acompanhar a vida de uma jovem adulto advogado o seu nome é Arthur Kipps, protagonizado por Daniel Radcliffe, o eterno Harry Potter. Arthur uma personagem um pouco complexa e deprimida, vive dias extremamente complicados tanto a nível profissional, como pessoal. A sua esposa morreu à alguns anos, enquanto dava à luz o filho de ambos, o pequeno Joseph. O que ainda é muito complicado para Arthur superar a perda da sua esposa e ainda ser o único sustento (em difíceis épocas) do seu único filho.

Para assegurar o seu emprego na área já que vive sempre deprimido e o seu patrão conseguiu uma única maneira de se redimir, Sir Arthur terá de se deslocar até a uma aldeia cinzenta e fria, no noroeste britânico, onde terá como função juntar um monte de papelada de uma mansão abandonada e a conseguir vender, o mais rapidamente possível. Sem oportunidade de recusar o encargo, Arthur desloca-se então de imediato até à aldeia, onde passa desde logo a contar com a ajuda de Daily (Ciarán Hinds), um homem de tratos amáveis que faz de tudo para que ele não preste atenção às superstições da população local. Porém, mal entra na residência vitoriana, Arthur começa a deparar-se com fenómenos paranormais verdadeiramente inexplicáveis, que levam a sua mente outrora racionalista a entregar-se à crença de que habita por ali uma espécie de maldição antiga…

Cabe agora a Arthur a missão de descobrir quem ou quê que mantém aquele lugar hostil e cheio de escuridão, onde jamais algum aldeão atreveu-se a entrar na dita mansão assombrada.

The Woman in Black é um filme classicamente de terror, onde vemos o vulto de repente, ouvimos os gritos de horror, e até a música de fundo que nos faz tapar os olhos, com medo que algo surja de repente. Não deixando para trás a história cliclé do fantasma com assuntos por resolver que anda a pregar sustos a todos os que interfiram. Mas o lado positivo desta história é que nos faz ficar sempre com vontade de descobrir o porquê dos acontecimentos e o que será que vai seguir. Para quem gosta do género é um filme a não perder.O Blog atribuí 3,5 estrelas em 5.

Rating: 4 out of 5.