O que lhes aconteceu depois da morte em Guerra dos Tronos?

Onde estão os atores de Guerra dos Tronos

Os atores da série norte-americana Guerra dos Tronos (Game of Thrones), baseada nos livros de George R.R. Martin, não tem a vida facilitada. Não é por causa do insucesso da série, não de maneira nenhuma. É devido ao seu dramatismo. Não à história que aguente tanta morte assim, existem sempre renovações na série. E muitas das personagens principais já foram de vela e saíram de vez da série televisiva (alguns para nossa infelicidade, outros ainda bem). Mas por onde andam esses atores agora? Esta é uma lista mostra o que acontece depois.

Sean Bean

Na mediática série era um dos protagonistas, Ned Stark, patriarca da família. Aceite como Mão do rei, tinha o dever de o aconselhar em Westeros, mas em terras onde a cobiça pelo trono é muita não existe ninguém em quem podemos confiar. Morreu traído, e muitos ainda não esquecem o que lhe aconteceu. Ao sair da série em 2011, Sean Bean rumou a outras paragens, além de participações em pequenos filmes, atualmente encontra-se em gravações da série televisiva Legends, onde é a personagem principal.

Michelle Fairley

Esposa de Ned Stark, Catelyn, sempre tentou ser uma boa mãe e boa esposa, mas não conseguiu ter o final mais feliz. Ao ver o filho morrer, naquele que é dos episódios mais marcantes de toda a série, Catelyn deixa de viver. Os seus esforços para juntar a família foram em vão. Quanto à atriz, não parou, ressuscitou literalmente na série “Ressurection” e por lá ainda continua.

Richard Madden

E já agora apresento a tragédia familia, Robb Stark foi o outro elemento da família a ser “obrigado” a sair da série. Como filho mais velho de casal e com a missão de vingar a morte do pai decapitado, Robb começa uma guerra contra aqueles que foram injustos. Mas quando tudo parecia correr bem esta personagem é morta numa emboscada, e não resiste ao ver a sua mulher ser assassinada juntamente com o seu filho ainda por nascer. Richard partiu para outra e para outro principie, podemos vê-lo agora nos cinemas no filme da Disney Cinderella.

Rosie Leslie

Ygritte era a selvagem, paixoneta de Jon Snow. Foi por amor que morreu. “You know nothing, Jon Snow” foram as suas últimas palavras, e morreu nos seus braços, no meio de uma batalha. Rosie não descansou e participou no filme televisivo Utopia, e fez umas participações em séries.

Charles Dance

Tywin Lannister foi morto pelo filho, por ter ganho o prémio de pior pai, e nas circunstâncias mais estranhas. Temido por todos, esta personagem estava na frente da batalha, rico e com poder, ninguém o questionava. Queria o mundo, mas não chegou a tê-lo e provou o seu sabor mais amargo. Manipulava os outros, mas foi o filho mais novo que teve a coragem de o enfrentar. O ator Charles Dance virou-se para o cinema, participou no filme Jogo da Imitação, nomeado para o Oscar de Melhor Filme.

Jack Gleeson

Joffrey Baratheon tornou-se nas personagens mais odiadas de sempre e mérito também é do ator Jack Gleeson. Conseguiu ser rei, mas da pior e mais desprezível espécie. Morreu do seu próprio veneno, literalmente e no dia do seu casamento (nada pior). Mas os fãs ficaram em êxtase, pois ele já estava a pedi-las à muito. Mas ninguém o dizia, porque corriam o risco de ficar sem a cabeça. Quanto ao ator decidiu fazer uma pausa na sua carreira de ator, referindo que não tem intenções de voltar tão cedo.

Jason Momoa

Ele era o corajoso Khal Drogo, de cabelo comprido, olhos negros e corpo moreno. Casou com Daenerys Targaryan com o propósito de lhe dar um exercito. Não havia nada que aparentemente o conseguisse derrotar, excepto uma ferida grave que acabou por infeccionar. A sua esposa não desistiu dele, mas confiou numa bruxa e não devia. Não houve salvação para Khal. O ator que lhe deu a vida Jason Momoa será Aquaman, o herói da DC, mas calma, ainda não é para já.

Mark Addy

Ele era Robert Baratheon o rei do trono de ferro. Balofo, apreciador do vinho e adorava caça. E foi a fazer o que gostava mais que morreu (não há só mortes trágicas aqui). Num dia de caça e demasiado bêbado que estava, caiu do cavalo e magoou-se a sério. Acabou por morrer, deixando todo o reino num caos. Mark Addy passou para a série Atlantis, onde lá é Hércules.

Pedro Pascal

Oberyn Martell era a lufada de ar fresco que Guerra dos Tronos precisava, mas não durou muito. Logo nos rendeu com a sua astúcia e inteligência, só queria uma coisa vingança. Caiu nas nossas graças quando aceitou ser o campeão de Tyrion Lannister (cena épica), que estava a ser julgado para um combate. Este acabou por ser o fim de Oberyn, e era uma personagem que tinha tanto para dar. Quanto ao ator Pedro Pascal, divide-se entre participações em séries televisivas, um exemplo disso é Graceland.

Harry Lloyd

Viserys Targaryen queria tudo e terminou com nada. Quer dizer ficou com a coroa em ouro que tanto ambicionava, completamente queimado pelo cunhado. Queria vingança, mas o seu feitio difícil importunava todos em seu redor. Era detestável e mandão. Só durou até à primeira temporada, mas o seu nome está imortalizado num dos dragões da irmã, Daenerys. O ator Harry Lloydfaz participações em filmes e agora está na série televisiva Manhattan.

Personagens Femininas mais influentes da Televisão

Lista das mulheres mais influentes da televisão

Dia 8 de Março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, dia escolhido para assinalar a igualdade entre sexos. Durante muitos anos as mulheres da nossa história manifestaram-se afim de conseguirem melhores condições de vida e de trabalho. Conseguiram com o direito ao voto, e hoje já conseguiram a sua posição social. Mas infelizmente ainda existe muita desigualdade. Para marcar este dia, o Beautifuldreams escolheu uma lista das Mulheres mais influentes e poderosas da televisão, elas são:

Buffy Summers

Personagem criada propositadamente para mostrar o poderio do mulherio, na série com o seu nome, Buffy a Caçadora de Vampiros, temos uma jovem forte, ágil que todos os dias tem de salvar Sunnydale de males do além. Não tem medo e sabe pontapear e esmurrar, sem sequer ter medo de se magoar.

Carrie Mathison

Em “Segurança Nacional”, esta mulher é uma agente da CIA, com a habilidade de descobrir pistas onde os outros não conseguem. Lutando contra um doença bipolar, Carrie tenta ao máximo guiar-se pela sua própria intuição. Mas toda a sua importância é demonstrada quando tem como missão ir para o Iraque.

Michone

Quando apareceu, deixou todos surpreendidos sobre quem era o misterioso espadachim que matava os zombis  com duas katanas. Era Michone, uma mulher sem medo, que sempre conseguiu sobreviver nas mais complicadas situações e mesmo sozinha. Agora juntou-se ao grupo e começou por ser uma estranha e pouco sociável, mas agora é o braço direito do chefe do grupo. Ora aqui está uma mulher de armas, literalmente.

Alicia Florrick

Em The Good Wife, Alicia é a personagem principal. Humilhada publicamente pelo marido com uma traição. Esteve do lado dele apesar de ser contra os seus princípios e sentimentos, mas tinha uma imagem a manter. Além de esposa é também mãe de dois filhos adolescentes e mais a sua profissão e relacionamentos pessoais.

Christina Yang

Ela é a melhor, e ela sabe-o. Christina Yang era das personagens favoritas de “Anatomia de Grey“. Tinha sempre algo a dizer a ninguém se metia no seu caminho. Ás vezes quebrava-se, mas logo voltava a levantar-se. Mulher de sentimentos fortes não tem arrependimentos nas suas decisões, sabe o que quer e onde pretende chegar. E por isso nós gostamos dela.

Violet Crawley

Violet de “Downton Abbey” é a matriarca da família e Condensa de Grantham. Mulher que dá muito valor às tradições e regras da sociedade, é pouco dada a banalidades. Pretende subir socialmente e que ninguém se oponha. Adora a sua família a protege-os com coração. Todas a ouvem, porque Violet já é uma mulher experiente e influente.

Birgitte Nyborg

Na série dinamarquesa “Borgen“, Birgitte começou como uma mulher simples, que queria seguir a carreira na política. A sua fama aumentou e imediatamente foi escolhida para Primeira Ministra do país. Depressa aprendeu que ter poder nem sempre é fácil, entre lidar com os problemas da Dinamarca, onde todos tem a sua opinião, mais as conferências de imprensa e o apoio que tem de dar aos habitantes, não é compatível com a família, que por vezes é deixada de lado. Relembro que esta série pode ter influenciado os eleitores a elegerem a atual Primeira Ministra da Dinamarca, já que foi transmitida meses antes das eleições.

Daenerys Targaryen

Quando “Guerra dos Tronos” começou, Daenerys tinha perdido tudo: a família, o trono, o dinheiro. Mas isso não foi motivo para para-la, não, pelo contrário. Queria provar a todos que não era uma menina inocente. Conseguiu três dragões, agora é temida por todos e uma ameaça ao trono de Westeros. Governa com astúcia e igualdade, por pensar assim já conseguiu um exército e homens que estão dispostos a lutar por ela.

Claire Underwood

Claire é uma personagem da série “House of Cards“, esposa do protagonista, e a Primeira Dama dos Estados Unidos da América. Ela é uma mulher que não olha a meios para conquistar o fim. Decidida e cheia de ambições é assim caracterizada a sua personalidade. Ninguém lhe faz frente e apenas ela é que sabe. Atualmente esta personagem está a ser muito elogiada pela crítica.

Carrie Bradshaw

Em “Sexo e a Cidade“, Carrie provou que as mulheres devem ter amor por elas próprias e gostar de si pelo que são. Escritora de uma coluna no jornal, desabafava sobre os seus problemas, dúvidas e sentimentos (que todas nós temos). Cada mulher é reflectida nesta personagem. Além disso provou ser autónoma, levando sempre a vida com descontracção e divertimento.

Melhores Casais da Televisão de 2013

A chegar o dias dos namorados, o BeautifulDreams preparou um post especial para marcar o dia, com os Melhores Casais de 2013 da Televisão. O amor está no ar e está lista é das melhores formas de o provar. Fiquem então a conhecer os parzinhos que fizeram ou fazem derreter a nossa tv.


Robin e Barney de How I met Your Mother, não foi amor à primeira vista, bem até no início da série pensávamos que a Robin ia ser a mãe, mas não. Robin e Barney juntaram, separaram-se e perceberam finalmente que são um para o outro, e agora decidiram casar. Em 2013 acompanhamos o pedido de casamento e agora estamos a assistir às horas antes do dito cujo que não vê hora de começar. Mas já não deve faltar muito.

Emma e Capitão Gancho em Once Upon a Time, bem estes ainda não são um casal (ainda) mas o jogo está em aberto. Uma coisa é que não se pode negar, Emma e Gancho tem muita química juntos, e por isso tornam-se num dos casais mais desejados para 2014. Que apesar de ainda não serem um casal oficial, Gancho já confessou o seu amor por Emma, e até já conseguiu um beijo, no entanto a jovem ainda está de pé atrás, que na minha opinião não vai demorar muito.

Dawson e Casey de Chicago Fire demoraram a admitir a sua relação, mas não conseguiram negar o que sentiam um pelo outro. Bem talvez consequência disso seja o facto de trabalharem juntos. Bem demorou mas estão juntos, e um dos melhores casais de 2013.

Michael e Nikkita na série Nikkita. Nesta série de ação o romance também não podia faltar, entre a protagonista, Nikkita e Michael. Seja em equipas contrárias ou na mesma, eles não conseguem resistir um ao outro, parece que a adrenalina torna este casal mais explosivo.

Jack e Sarah da série Betrayal. Ambos vem de casamentos infelizes que não correram nada bem, mas ambos despertam uma grande amizade. Com o tempo percebem que é amor que sentem um pelo o outro. Um grande história de amor para as séries de 2013.

Em Beauty and the Beast o casal principal é Catherine e Vincent.  Na noite que Catherine vê sua mãe morrer, é salva pelo Vincent, que nunca mais lhe sai da cabeça. Anos mais tardes reencontram-se, e a empatia entre eles é inegável. Decidem tentar ter algo um com outro, que é sempre posto à prova.

Lena e Seth pertencem à série The Fosters e são mães adotivas de 5 adolescentes. Entre a casa ser superlotada e problemas adolescentes, sobra pouco tempo para o romance, mas ambas conseguem dar sempre volta à situação.

Castle e Beckett da série policial Castle, são companheiros profissionais, tem de estar um com o outro todos os dias. Mas acabam por se apaixonar, e a química entre os dois ninguém o pode negar. Foi daqueles casais que demorou mas conseguiram dar o tão aguardado beijo.

Barbie e Julia da série Under the Dome, rodeados num ambiente complicado, já que diariamente lutam pela sua sobrevivência e do grupo, pois estão presos numa cúpula, começam por se apaixonar. Só prova que estar em meios difíceis, nada impede ao amor.

Na série Fringe, Peter e Olivia fazem as delicias no que se refere a romance. Este casal é obrigado a trabalhar juntos, o que lhes não incomoda, pois existe uma química no ar, que já vinha ser adquirida em criança.

Quais as personagens mais irritantes da Televisão

Já todos nos deparamos com aquelas personagens que já não aguentamos, seja pela sua personalidade, atitudes e comportamentos. Em que só nos apetece como telespectadores entrar dentro do televisão e gritar: “Cala-te!” a essa personagem com quem já não podemos. Este é um Top com as personagens mais irritantes da televisão.

Orihime Inoue


No anime Bleach Orihime Inoue está constantemente a repetir as mesmas frases: Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun!, Desculpa, Kurosaki-kun!, Kurosaki-kun! Quase nada muda no diálogo da personagem, e apesar de ser uma das personagens principais do enredo, não lhe é nada favorável pois o telespectador tem de ouvir sempre a sua vozinha de penitência.

Will Schuester



Em Glee, Will é um professor do secundário que tem como sonho cantar. Mas a vida não lhe correu como queria e agora ensina diferentes jovens a seguir os seus sonhos, e a cantar para resolver os seus problemas. A história em si já é melosa e muito diferente da realidade. Will é portanto uma personagem triste sem grande dimensão.

Dawn Summers

Em Buffy a Caçadora de Vampiros, Dawn não é logo revelada, tem a sua primeira aparição a meio da série. Mas mal aparece irrita o telespectador. Dawn não passa daquela adolescente típica que quer todas as atenções para ela, e em que em ataques de grandiosidade decide armar-se em heroína e acaba sempre por ser capturada, só para a irmã a ir resgatar.

Excalibur

No anime Soul Eater, Excabilur uma arma poderosa é irritante desde o primeiro momento ao final do episódio. É uma arma tão poderosa mas ninguém se atreve a utiliza-la, pois ninguém tem paciência para as suas exigências. Além disso tem uma canção que faz o público fugir.

Sansa Stark

Sansa Stark é Game of Thrones é daquelas personagens que pensamos, mas por que és assim? Sansa é submissa e acreditando que faz o o que uma dama deve fazer, não age da forma mais correta, tornado-se fraca e não evoluindo como personagem. Devia tomar decisões sozinha e não ser submissa.

Ted Mosby

Todos estamos desejosos para saber o final de How I met Your Mother, até porque já não podemos mais com a vida patética de Ted Mosby, que não anda nem desanda. Ora gosta da Robin, ora já não. Ora gosta novamente da Robin, Ora já outra vez não. Mas será que não há imaginação nos relacionamentos?

Lori

Vive num mundo sem esperanças, mas isso não desculpa Lori em Walking Dead ter deixado o marido para morrer num hospital sozinho e ainda o ter traído com o melhor-amigo do esposo. Não foi considerada uma das melhores personagens.

Sakura

Em Naruto, Sakura nada ou pouco mesmo faz como ninja. Esta personagem é contestada por muitos fãs como sendo considerada de inútil de pouco ajudar. Muito pelo contrário só atrapalha as outras personagens que muito mais tem de fazer que andar sempre a resgatar a donzela.

Rachel Berry

Rachel também é uma personagem de Glee, agora melhorou (talvez seja por não aparecer tanto) mas nas primeiras temporadas ninguém a aguentava. Mimada, ciumenta, egoísta, Rachel apenas só queria as luzes da ribalta e só sonhava em ser uma estrela, sem se importar com quem tivesse de deitar abaixo para o conseguir.

Joffrey Baratheon

Para um miudinho cobarde, Joffrey em Game of Thrones deixou muito a desejar quando se tornou rei, considerada como um das personagens mais detestáveis da televisão. Irrita o telespectador com as suas atitudes e comportamentos cheios de malícia que nada são dignas de um rei.

April Kepner

April em Anatomia de Grey é uma personagem irritante porque também não sabe o que quer: ora é cristã e não pode deixar-se levar pelo pecado, ora já está na cama com o seu colega de trabalho Avery.

Janice

A mediática personagem de Friends que faz toda a gente parar é Janice, ex-namorada de Chandler. Janice aparece sempre de surpresa que faz o público rir. Mas a sua extravagância, o seu “Oh My God!” aos berros e ainda o seu riso de hiena, fazem de Janice uma personagem que se existisse no mundo real ser de fugir.