Promoção

Maquilhagem da Marvel

A marca coreana The Face Shop volta a inovar. Desta vez juntou aos seus produtos uma nova coleção baseada nos heróis Marvel. Pó Compacto do Capitão América, Batôn do Homem-Aranha e Rímel da Viúva Negra, sim existe. Estejam preparados que este verão de 2017 vai ser mais cheio de cor. Esta edição limitada de produtos não sei se chegará a Portugal. Clica nas imagens para mais pormenores.

Crítica

Guardiões da Galáxia Vol.2

Título: Guardians of the Galaxy Vol. 2
Ano:2017
Realização: James Gunn
Interpretes: Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista…
Sinopse: Baseado no fundo da Awesome Mixtape #2 os “Guardiões da Galáxia” continuam a sua aventura de grupo enquanto eles revelam a verdadeira identidade do pai biológico de Peter Quill.

Guardioes da Galaxia2-2

“Guardiões da Galáxia” voltam para um segundo volume. A história do grupo mais incoerente de sempre é abalada com a chegada de novos super-vilões e novas situações hilariantes. Star-Lord, Gamora, Drax, Rocket e Baby Groot são considerados a equipa de salvamento da galáxia quando esta está em perigo. Neste novo filme terão um desafio diferente, descobrir a verdade sobre o pai de Peter Quill.

Já aprendemos a gostar destas personagens. O seu humor invulgar, deixam-nos à vontade e mostram que conseguem ser como família. Já dizia Drax, personagem de Dave Batista “No, We’re Family“, quando Nebula afirmou que só sabiam gritar com os outros, por isso não eram amigos. A verdade tornou-se mesmo essa, são mesmo uma família. Tal Velocidade Furiosa. Enquanto que no primeiro filme criavam-se os primeiros laços de amizade, apresentando um grupo de outsiders que tinham muito em comum. Neste filme é notório um amadurecimento.

Momentos hilariantes e surpreendentes continuam a ser o grande forte deste fruto do entretenimento. A química entre todas as personagens é soberba e até consegue superar qualquer outro grupo conhecido de heróis como “Os Vingadores” e os “X-Men“. Mesmo apesar do meio envolvente estar aberto a mais possibilidades de interacção.

Guardioes da Galaxia2-3

“Guardiões da Galáxia Vol.2” consegue ser melhor do que o primeiro. O argumento bem elaborado  consegue ter uma piada a cada esquina, acreditem em mim é rir do princípio ao fim. Além disso acumula mais drama e um enredo mais complexo do que o filme anterior. Para completar esta obra de fantasia os efeitos visuais foram ilustremente concebidos de forma a criarem cores e texturas dignas da galáxia. Eu fui ver em versão normal, mas acredito que este filme em 3D tinha outro encanto.

Este filme da Marvel é um espectáculo luminoso de fantasia e ficção científica. Consegue convencer e não nos importamos que demore quase duas horas e meia. Além disso as cinco cenas finais abrem novas portas para o que está para vir. Sim porque a confiança do sucesso foi imensa que o terceiro filme já foi anunciado.

O blogue atribui 4,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Listas

Ideias Carnaval 2017

O Carnaval está aí a chegar e não existe melhor altura para sermos quem quisermos. Utilizem  a imaginação e mão à obra se quiserem ter a melhor máscara. Estas são algumas ideias para ires mascarado no Carnaval de 2017.

La La Land

LLL d 29 _5194.NEF

Inspirado nas cores dos filmes musicais dos anos 40 e 50 chega-nos “La La Land“. A dança, o jazz, e a música fundem-se completamente neste filme que é o grande candidato aos Óscars. O vestido amarelo para as senhoras, com calçado de sapateado e para os senhores um fato com o mesmo género de calçado. Não é nada complicado.

Angry Birds

angry-birds

Depois do jogo de sucesso, chega o filme que não foi bem recebido pela crítica, no entanto arrasou nas bilheteiras. Angry Birds é um excelente disfarce para se ir com amigos. Versátil, colorido e pode ter muitas cores e feitios, a imaginação é o limite.

Thor

 Thor-2-22abr2013-01

O filme do Thor está para sair este ano e qualquer pessoa gosta de um super-herói. A capa vermelha, e o martelo não pode faltar, mas se preferires a versão clássica podes utilizar sempre o capacete. Além disso Thor é dos heróis mais fortes, todos vão gostar.

Monstros Fantásticos

Monstros Fantasticos

Com estilo dos anos 20 é fácil apaixonarmos-nos por estas roupas. Além se conseguirmos ser mágicos ainda melhor. “Monstros Fantásticos” parece-me bem além disso é óptimo contra o frio com estes casacos compridos quentes e os cachecóis. Veste-te da tua equipa favorita e vai de tema Harry Potter. Junta os amigos e vais-te divertir ainda muito mais.

Guardiões da Galáxia

Meet-The-Guardians-of-the-Galaxy

“I can’t stop this feeling deep inside of me…” confessem disseram isto a cantar. Outro filme da Marvel que marca presença este ano nos cinemas é “Guardiões da Galáxia”. Podem ser desde o Star-Lord, à Gamora, passando até pelo Groot. Os heróis menos respeitados de toda a galáxia vão provar daquilo que são feitos.

Zootopia

Zootroplis-3

A máscara de animal voltou a estar na moda, a culpa é do filme “Zootopia” da Disney. As opções são imensas, raposa, coelha ou lontra (que protagonizou dos momentos mais engraçados do filme). Usa a imaginação e todos vão adorar. Além disso também é uma boa opção para usar contra o frio.

Smurfs

smurfs

Os pequeninos azuis voltam este ano para o terceiro filme. Uma animação já antiga, mas que nunca passa de moda. Pinta a cara de azul, com um barrete e calças brancas e estás pronto para a festa. Esta máscara também é ótima para utilizar com amigos.

Crítica

Crítica: Doutor Estranho

dr-strange-1

Título: Dr. Strange

Ano: 2016

RealizaçãoScott Derrickson

InterpretesBenedict Cumberbatch, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams…

Sinopse: Um excelente neurocirurgião embarca numa viagem de cura nas artes místicas que sempre duvidou toda a sua vida.

dr-strange-3

A Marvel continua na supremacia dos filmes de super-heróis. “Dr. Strange” não desilude (como seria de esperar), mas continua com mais do mesmo. As minhas expectativas para o filme não eram altas, este era um herói do mundo da banda desenhada que pouco me interessava. Contudo Benedict Cumberbatch assegura de forma firme o papel principal. Volta a conseguir a personalidade egocêntrica e sabida de “Sherlock“, mas num sentido mais místico (apesar de não começar assim). Rabugento, difícil de encarar Cumberbatch interpreta na perfeição Doutor Estranho. Neste filme marcamos o renascer de uma nova personagem para o mundo heróico, que segundo as cenas prós créditos, não se vai ficar por aqui. Como sendo o primeiro e porque é importante começar aos poucos “Dr. Strange” não está apto para muitas cenas de ação. No entanto as que fazem parte deste filme deixam o espectador de queixo caído. Comparando com “Inception” de Chritopher Nolan andamos lado a lado com mundos paralelos, edifícios sem começo e fim. O factor fulcral para esta obra cinematográfica foi o uso e abuso (necessário) dos fantásticos efeitos visuais que hoje em dia a tecnologia é capaz de concretizar.

dr-strange-2

Quanto ao argumento pode ter algumas lacunas empobrecidas e facilitadas para o protagonista que apesar da sua mente céptica e arrogante, facilmente aprende as artes ocultas, das quais seriam necessárias largos meses de aprendizagem. Mas o tempo é limitado e temos que apresar o filme. Cumberbatch apresenta o carisma e dedicação à sua personagem, factor relevante para os pontos fortes desta película. Rachel McAdams, Tilda Swinton e Mads Mikkelsen completam o restante elenco (mas afinal que ator hoje em dia não deseja ter uma participação num filme de super-heróis). Com um espectáculo de luzes e cores abrimos a nossa mente a um novo herói que utiliza a magia como a sua arma mais poderosa. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Crítica

Crítica: Deadpool

Deadpool-1

Título: Deadpool

Ano: 2016

Realização: Tim Miller

Interpretes: Ryan Reynolds, Morena Baccarin, T.J. Miller…

Sinopse: Um agente especial torna-se num mercenário. Devido a uma doença terminal é sujeito a uma experimentação para salvar a sua vida. A experiência deixa-o vivo, mas com super-poderes de cura, daí surge o seu alter-ego Deadpool.

Deadpool-2

Deadpool não é um herói. Escolheu a vida de mercenário, porque é mais fácil, ganha mais dinheiro e não se mete em grandes confusões. Deadpool é mesmo assim, uma personagem completamente diferente do estereótipo normal na banda desenhada. Vive com a ironia na ponta da língua, dramatiza com toda a força e diz o que pensa. Não havia dúvidas que quando decidiram fazer um filme dele que o argumento tinha de ser o ingrediente secreto para um filme de sucesso. E conseguiram que fosse. O diálogo está bem construído e identificamos-nos com a personagem. Não pela sua personalidade, mas sim por aquele empatia mais real que transmite. As piadas referidas são engraçadas e nada monotónas, semo pudor e sem vergonhas. Só não gostei daquelas duas do X-men. Acho que rompeu um pouco com a barreira ficcional da história. O créditos iniciais do filme foram brilhantemente cómicos. A forma como ridicularizam todos aqueles que participaram no filme, cria uma “boa vibe” e quebra imediatamente o gelo, sendo que logo entramos no espírito tresloucado do filme.  “Deadpool” partilha connosco uma boa dose de humor, carregada de exagero, e talvez por isso não damos do tempo passar e o por isso até se vê bem. Os efeitos especiais também são parte importante desta cinematografia. Os saltos mirabolantes, piruetas loucas e explosões não se fazem sozinhas. A primeira sequência da luta de Deadpool estava bem projectada, com planos fenomenais. Além do argumento, foi nesta área que se esmeraram.

deadpool-movie

Apesar do sucesso de bilheteiras o filme não é perfeito. Também não penso que esse fosse o objectivo. Na sua totalidade “Deadpool” destaca-se pelo diferente, irracional e não opta pelo convencional, apesar de a história manter-se pelo cliché. Talvez seja por aí que este filme conseguia melhor. A falta de um enredo conciso é a principal lacuna. Existe uma falta de história, Wade (Deadpool) passa todo o filme atrás de um vilão ridículo, porque pensa que este é cirurgião plástico e que lhe pode mudar a aparência. Pois, pois, queria curar-se  e ainda ficar bonito. Além disso passa todo o tempo para reencontrar-se com a sua amada e apesar de parecer que não tem medo de nada, tem medo da rejeição. E ela sem se importar muito com isso. Por outro lado Ryan Reynolds nasceu para ser Deadpool. A energia que dá à personagem é hilariante e isso nota-se no grande ecrã. Quanto ao restante elenco achei positivo existirem papeis femininos de carácter, tal deu um ânimo especial ao filme. Concluindo o blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Filmes, Listas

Filmes da Marvel que foram um fiasco

Hoje em dia estamos habituados ao mediatismo dos filmes da Marvel e já sabemos que tudo que é seu filme, corre bem. Não duvidamos em nada. Mas nem sempre tudo é uma maravilha e por vezes corre mal. Esta é uma lista de alguns dos filmes baseados na Marvel, que se tornaram num fiasco.

Howard e o Destino do Mundo (1984)

Um desastre autêntico. Contudo tinha tudo para correr bem, uma obra de fição cientifíca, com George Lucas (após terminar a trilogia de Star Wars), mas só conseguiu sair um filme com um pato de mau feitio como protagonista e uma história desengonçada. Nos créditos finais dos “Guardiões da Galáxia” existe uma referência a este filme.

Howard e o destino do mundo

Demolidor – O Homem Sem Medo (2003)

O menino de Hollywood, Ben Affleck era o protagonista desta história do herói cego. Correu muito mal e Affleck foi criticado com todas as forças, talvez por isso agora prefira a DC. O fiasco aconteceu devido ás enormes falhas no enredo e à confusão história que propõe.

Demolidor 2003

Hulk (2003)

Depois do “Tigre e o Dragão“, Ang Lee na realização mantinha-se firme, mas deu para o torto. Um Hulk sem feições e cores certas, uma história sem graça. Foi desastroso, rapidamente decidiram substituir Edward Norton como protagonista por Eric Bana. A Marvel apressou-se a realizar outro “Hulk” e preferem que este filme não exista mais.

Hulk 2003

The Punisher (2004)

Com John Travolta no elenco, não teve o sucesso que desejava. Recentemente decidiram aproveitar novamente a personagem e já vai ter série na Netflix. Em 2008 surgiu  teve outra oportunidade de reerguer o Punisher, mas não se aproveitou, o filme nem saiu para os cinemas.

The Punisher

Elektra (2004)

Elektra com Jennifer Garner, parecia ter sido a única coisa aproveitável do filme “Demolidor”, mas como filme próprio não se destacou. Os diálogos eram confusos e inexperientes. A própria atriz afirmou mais tarde que apenas aceitou fazer o papel devido ao seu contrato que ainda continuava.

elektra

X-Men O Confronto Final (2006)

Após dois excelentes filmes sobre mutantes, Bryan Singer fez uma pausa. X-Men 3 O Confronto Final esteve a cargo do realizador Brett Retner. As diferenças são consideráveis. Excesso de ação, falta de uma história consistente e explosões em excesso (parece o Michael Bay) tornou um filme do desastre. O projeto não é apreciado por muitos.

X-Men Confronto Final

Ghost Rider (2007)

Nicholas Cage teve a oportunidade de ser badass ao lado de Eva Mendes. Os filmes de comics não estavam a dar dinheiro, e esta foi uma alternativa. O filme até teve um sucesso considerável. Apostaram em fazer uma sequela e correu muito, muito mal.

Ghost Rider

O Fantástico Homem-Aranha: O Poder do Electro (2014)

Esta é uma nova saga e depois de um filme com sucesso, a Sony voltou a apostar na sequela do fantástico homem-aranha. Contudo este filme não rendeu. Confusões na linha temporal da história, excesso de vilões, levaram ao deterioramento das personagens principais.

fantastico homem aranha2

Quarteto Fantástico (2015)

Esta era para ser uma nova versão do Quarteto Fantástico, mas caiu na desgraça. A falta de organização, argumento pouco decidido e inexistente ação tornaram o filme enfadonho.

Quarteto Fantastico

Filmes

Michael Keaton e os passáros

Michael Keaton vai participar no filme Spider-man Homecoming?

Ao que tudo indica o ator de “Birdmam”, podem ler a crítica aqui, está em negociações com a Marvel para fazer parte do elenco do filme “Spider-man Homecoming” a estrear em julho de 2017, a notícia é avançada pelo site Variety. Ainda não é conhecida a personagem de Michael Keaton, mas espera-se que seja o vilão Vulture, ou “Abutre”, como é conhecido na versão portuguesa. O ator não aceitou de imediato o papel devido a indecisões sobre o orçamento, mas segundo o Hollywood Reporter os estúdios estão a conseguir negociar. Os valores são um caso delicado, já que no mesmo filme Robert Downey Jr. vai participar como Homem de Ferro, sendo o tutor do Homem-Aranha.
Michael Keaton não é novato no mundo dos super-heróis, pois já interpretou duas vezes Batman no cinema. Se esta notícia se confirmar, o ator será novamente um pássaro no cinema.

michael keaton

Crítica

Crítica: Capitão América – Guerra Civil

guerracivil-2

Título: Captain America Civil War

Ano: 2016

Realização: Anthony e Joe Russo

Interpretes: Chris Evans, Robert Downey Jr.,

Sinopse: A interferência política nos Vingadores causa uma disputa entre todos os elementos, criando uma guerra entre a equipa do Homem de Ferro e a do Capitão América.

guerracivil-1

A salada russa dos irmãos Russo

É mesmo verdade, neste filme é tudo ao molho e fé em Deus. Apesar de ter nome de Capitão América no título, esta personagem não é o protagonista, afinal no meio de tantos heróis que aqui aparecem foi difícil dar o devido crédito a todos. A história começa com a introdução ao passado, no ano de 1991 com a Hydra e uma pré-explicação sobre o que está prestes a acontecer. O tempo avança e descobrimos como estão os nossos heróis, após Avengers: Age of Ultorn. Numa missão que correu mal, Os Vingadores dividem-se na escolha de política de o governo controlar as suas ações. O caso muda, quando Bucky reaparece depois do eventos do “Soldado do Inverno“. Uma situação que vai aumentar a disputa entre a equipa do Capitão América com a do Homem de Ferro. ambos dividem-se e conseguem a sua própria equipa.

Relativamente ao filme em si, considere-o bom, mas não muito bom. A primeira parte é recheada de argumentos indecisos, questões impertinentes e  dúvidas fictícias. O argumento não é dos melhores, pelo menos não me completou. O Capitão América neste filme apresentava-se mais impaciente e irracional. Apesar de apresentar das melhores batalhas dos comics ainda ficou muito para explicar, e aconselho a assistirem a todos os filmes de “Os Vingadores“, “Capitão América” e ao “Homem-Formiga“, para melhor entenderem o plot deste filme, pois é um continum de todos os anteriores referidos.

guerracivil-3

Apesar do argumento desconectado, “Civil War” prima por umas excelentes cenas de ação. Todas elas perfeitas e bem captadas, com astúcia, piadas quanto basta e fantásticos movimentos entre heróis, todos eles bem sincronizados. Ao que beneficia o filme são mesmo as lutas que dele fazem parte, e alegrem-se porque está cheio delas. O que faltava no “Age of Ultron” é compensado aqui. Devo dizer que a luta entre a equipa do Capitão América e do Homem de Ferro foi das melhores que já vi. A dinâmica entre todas as personagens não deixa ninguém indiferente. Novas personagens surgem, gostei de conhecer o Pantera Negra e olá Homem-Aranha. O Pantera Negra veio para ficar e vai aumentar o leque de personagens da Marvel com filme próprio. Por mim, ainda  bem. Quanto ao homem-aranha achei-o fantástico, estava curiosa por este novo aranhiço. No entanto teve demasiado tempo de antena, que deviam perder com outros assuntos. (Mas afinal este é um filme do Capitão América ou não? ) Continuando Tom Holland interpreta o desastrado, cómico mas típico Peter Parker e também descortinou um pouco do seu filme “Spider-man: Homecoming“. Quanto ao final foi intrigante e eu gostei, afinal cada um tem a sua opinião e só temos de aceitar. Quanto ao vilão foi impecável, e conseguiu surpreender, um mastermind de planos diabólicos. “Capitão América: Guerra Civil” é mais um filme de heróis deste ano que coo disse é bom, mas não muito bom. O blogue atribui 4 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

O que não sabias sobre....

Tudo o que precisas de saber sobre Capitão América: Guerra Civil

O terceiro filme do Capitão América já está quase a chegar aos cinemas, e promete uma batalha épica entre Steve Rogers e Tony Stark. Enquanto não chega, e para te prepares melhor para o grande evento, aqui está uma lista do que precisas de saber sobre o filme “Capitão América: Guerra Civil“.

A História

Tal como nos filmes anteriores de Capitão América, o terceiro também será baseado no argumento de Christopher Markus e Stephen McFeeley, e será uma adaptação dos maiores crossovers da Marvel. Acontece depois dos acontecimentos de “The Avengers: Age of Ultron“. O filme vai começar com Steve Rogers a liderar a equipa dos Vingadores contra ameaças. No entanto um dano colateral acontece numa dessas missões. Existe uma pressão política que obriga os super-heróis a registar. O que para muitos é aceitável para outros não. Capitão América é contra essa lei e aí começa o caos.

Continue reading “Tudo o que precisas de saber sobre Capitão América: Guerra Civil”

Crítica

Crítica: Homem-Formiga

ant-man (3)

Título: Ant-man

Ano: 2015

Realização: Peyton Reed

Interpretes: Paul Rudd, Michael Douglas, Evangeline Lilly

Sinopse: O cientista Hank Pym convence um ladrão chamado Scott Lang a trabalhar para ele, com o propósito de experimentar e defender a sua tecnologia de manipulação do tamanho dos seres vivos, criando assim o Homem-Formiga, uma criatura com uma super-capacidade de encolher fisicamente e ao mesmo tempo ficar muito mais forte, para combater os malfeitores do mundo. (Fonte: Sapomag)

ant-man (2)

Não queria ver este filme, mas acabei por ir vê-lo ao cinema. Num dia de tédio e sem nada para fazer, Ant-Man era o melhor em exibição. Não me arrependi. A história é tranquila, com as típicas cenas de ação e com momentos engraçados à mistura. A minha indecisão estava no herói, o Homem-Formiga, não o achava vantajoso nem muito interessante. Agora vejo como estava enganada. O enredo da história está bem construído e muito bem interligado com os anteriores filmes da Marvel, nomeadamente Os Vingadores e Capitão América. Por falar nisso, aconselho a verem este filme porque vamos ouvir falar mais do Homem-Formiga, pois já está no cast para o próximo filme de Capitão América: Guerra Civil e será um ótimo aliado. O cast foi estrategicamente bem escolhido, como protagonista temos Paul Rudd, que nos habituou a filmes de comédia, e aqui não é diferente desempenha o mesmo papel de tótó. A ele junta-se Michael Douglas que fez uma pausa na carreira por motivos de saúde, mas que voltou com toda a força e a atriz Evangeline Lili que deixou The Hobbit e foi contratada pela Marvel, e que ainda terá uma personagem de destaque (o final ficou em aberto).

ant-man (1)

Além do cast o filme foi apresentado com excelentes efeitos visuais. Importantes quando encolhemos e tudo à nossa volta aumenta. Foi divertido ver como é na realidade a vida das formigas e como vêm o mundo. As sequências de luta também estão bem delineadas e admito que no final gostei de conhecer este super-herói do qual ainda não tinha ouvido falar. Possivelmente mais filmes de Ant-Man viram, não me parece que vão ficar por aqui, nesta que é a época dos filmes e séries de heróis. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2