Touch

São poucas as séries que nos conseguem marcar. Esta definitivamente conseguiu. Talvez daí o seu nome, “Touch”, significa que faz contacto. E a série prova isso mesmo, durante duas temporadas (comecei a vê-la por ser pequena) com 26 episódios de 40 minutos, seguimos a vida de um viúvo, Martin (Kiefer Sutherland) e do seu filho especial, Jack (David Mazouz, o miúdo de Gotham) que nunca falou e que o único contacto que tem com o pai é através de números, só assim consegue comunicar.

São poucas as séries que nos conseguem marcar. Esta definitivamente conseguiu. Talvez daí o seu nome, “Touch“, significa que faz contacto. E a série prova isso mesmo, durante duas temporadas (comecei a vê-la por ser pequena) com 26 episódios de 40 minutos, seguimos a vida de um viúvo, Martin (Kiefer Sutherland) e do seu filho especial, Jack (David Mazouz, o miúdo de Gotham) que nunca falou e que o único contacto que tem com o pai é através de números, só assim consegue comunicar. Martin vai descobri que o filho tem a capacidade de prever o futuro e é capaz de sentir a dor dos outros.

Continuar a ler “Touch”