Crítica: Como treinares o teu dragão 2

Enquanto Astrid, Escarreta e o resto do grupo se divertem com corridas de dragões (o novo desporto favorito da ilha) o nosso inseparável par vagueia pelos céus descobrindo territórios e explorando mundos novos. Quando uma das suas aventuras conduz à descoberta duma secreta caverna de gelo que é o ninho de centenas de novos dragões selvagens e do misterioso Dragão Cavaleiro, os nossos dois amigos ficam bem no centro duma batalha para protegerem a paz. Agora Hiccup e Desdentado têm que trabalhar em conjunto para defender aquilo em que acreditam, convencidos de que, só unidos, têm o poder de mudar o futuro de homens e dragões

Como treinares o teu dragão 2 ou em título orginal How to train your dragon 2 é um filme de 2014, realizado por Dean DeBlois, com as vozes de Jay Baruchel, Cate Blanchett e Gerard Butler. Sinopse: Enquanto Astrid, Escarreta e o resto do grupo se divertem com corridas de dragões (o novo desporto favorito da ilha) o nosso inseparável par vagueia pelos céus descobrindo territórios e explorando mundos novos. Quando uma das suas aventuras conduz à descoberta duma secreta caverna de gelo que é o ninho de centenas de novos dragões selvagens e do misterioso Dragão Cavaleiro, os nossos dois amigos ficam bem no centro duma batalha para protegerem a paz. Agora Hiccup e Desdentado têm que trabalhar em conjunto para defender aquilo em que acreditam, convencidos de que, só unidos, têm o poder de mudar o futuro de homens e dragões (fonte: cinemagate).

O anterior filme foi um sucesso, e nesta sequela a qualidade também se mantém. Com personagens mais maduras (passaram-se uns anos do filme anterior) a história também acompanha esta evolução. Que apesar de continuar a ser um filme para crianças, também comove os mais adultos. As escolhas e decisões tomadas nesta película são mais duras e difíceis. How to train your dragon 2 ganha maioritariamente qualidade pelo carácter técnico, que  como seria de esperar neste género de filme, é de surpreender. O grafismo dos dragões também está bem elaborado, aliando bem as cores, à fantasia e ao movimento. Todos os detalhes são tidos em atenção. O guião também está bem elaborado, composto por várias situações de ação, com vôos e não só, mas a comédia também está presente (apesar de considerar o primeiro mais divertido).

Esta história foca-se mais na família e na amizade. Até onde estes laços nos juntam, tornando-nos mais fortes, capazes de fazer tudo. Este filme também é mais dramático do que o anterior (não vou contar mais) mas admito que quase vertia uma lágrima uma vez outra. Gostei do vilão, era carismático, destemido e decisivo, um rival à altura do jovem Hiccup e do seu dragão Thoothless. Mas este franchise ainda não terminou, How to train your dragon ainda vai voltar para mais uma série de animação e para mais um filme, o terceiro. Conseguiu ainda estar nomeado para o Oscar de Melhor Filme de Animação, mas não ganhou, perdeu para o Big hero 6, mas este é um dos melhores filmes do género do ano. Concluindo perdeu um pouco pela história por  vezes um pouco cansativa. O Blog atribui 3, 5 estrelas em 5.

Rating: 3 out of 5.

Crítica: Como treinar o teu dragão

Passada no lendário mundo de Vikings corpulentos e dragões ferozes, esta é a história de Hiccup, um jovem Viking que não se encaixa lá muito na tradição dos heróicos exterminadores de dragões. A vida de Hiccup fica de pernas para o ar, quando encontra um dragão que o desafia a ele e a toda a tribo, a ver o mundo de uma nova perspectiva.

How to Train your Dragon ou Como Treinar o teu dragão é um filme de 2010, realizado por Dean DeBloise Chris Sanders, e  com as principais vozes de America Ferrera, Gerad Butler e Jay Buruchel. Sinopse: Passada no lendário mundo de Vikings corpulentos e dragões ferozes, esta é a história de Hiccup, um jovem Viking que não se encaixa lá muito na tradição dos heróicos exterminadores de dragões. A vida de Hiccup fica de pernas para o ar, quando encontra um dragão que o desafia a ele e a toda a tribo, a ver o mundo de uma nova perspectiva.

Neste filme de animação produzido pelos mesmos criadores de Sherk e Madagáscar, a equipa da Dreamworks está a equivalente à sua concorrência Disney-Pixar. E este filme, How to train your dragon é prova disso. Uma película simples, mas com uma história muito interessante e divertida, que nos faz conhecer um pouco o mundo dos vikings, mas com dragões. Hiccup é a personagem principal, um jovem que quer derrotar dragões como os outros da sua tribo, mas que não consegue, quer dizer não tem jeito para a coisa. E além disso como sendo filho do chefe da tribo não ajuda na situação de se tornar independente. Até ao dia em que captura Toothless um simpático dragão que não consegue voar e é caracterizado como sendo um dos mais fortes da espécie. Contudo Hiccup vai descobrir que os dragões até não são maus, e vai tornar-se amigo de Toothless, mas será que vai conseguir mudar a opinião dos outros vikings?.

O filme é inspirado na obra literária de Cressida Crowell, porém o filme está bastante diferente da obra original. O argumento e está bem elaborado e são visíveis vários momentos de ação, comédia e emoção como é comum na reta final do filme. Contudo o aspeto mais positivo é os efeitos visuais, que demonstra um realismo e perfeição nas paisagens e personagens, pois muita barba de viking e pelos nos casacos não devem ter sido fáceis de criar. O design gráfico dos dragões também é algo a ter em conta de tão bem que está. Concluindo este é um filme para todas as idades sem excepção e vale mesmo a pena ver. O Blog atribui 4 estrelas em 5.

Rating: 3 out of 5.