Crítica

Homem-Aranha: Regresso a Casa

Título: Spider-Man: Homecoming
Ano: 2017
Realização: Jon Watts
Interpretes: Tom Holland, Michael Keaton, Robert Downey Jr….
Sinopse: Peter Parker com a ajuda do seu mentor Tony Stark, tenta encontrar o equilíbrio entre ser um aluno normal de secundário e um super-herói.

Spiderman Homecoming-2
O Homem-Aranha volta a ter mais uma nova adaptação cinematográfica. Adeus exclusividade da Sony e Olá parceria com a Marvel. Decididos os conformes, o aranhiço voltou com uma história mais refrescante e atual. O objetivo era juntar este super-herói ao grupo dos Avengers. Já conhecíamos a personagem do filme “Capitão América: Guerra Civil, onde faz uma pequena participação. O que tem de bom este filme, é ser diferente na abordagem da história do herói. Já todos conhecíamos bem Peter Parker dos filmes protagonizados por Tobey Maguire e Andrew Garfield. Em “Spiderman: Homecoming” continua um adolescente frustrado (típico da idade) mas sem o dramatismo de perder o tio (por sua culpa). Procura o seu lugar na cidade de Nova Iorque como o típico vizinho melhor-amigo que está sempre lá para ajudar. Talvez foi por esse lema, o Homem-Aranha ser o meu herói favorito. Tom Holland, foi o escolhido para interpretar o protagonista. Vivaz e cheio de energia, consegue bem dominar a fera. É mesmo um Peter Parker aka Homem-Aranha de alma e coração.

Spiderman Homecoming-3

O argumento é baseado nos eventos pós-Capitão América: Guerra Civil. Tony Stark torna-se guardião de Parker e uma figura paternal para o protagonista. Este trama foi desenvolvido mesmo como antecedente para Infinity War que chegará aos cinemas em 2018. Homem-Aranha aprendeu que com grande poder, existe uma grande responsabilidade e por isso está preparado para o que está por chegar. Esta obra cinematográfica apesar de desgastantemente comercial, agrada ao padrão dos filmes de super-heróis. Os efeitos visuais são dos aspectos mais positivos do filme, assim como as cenas de ação, o argumento bem escrito e o vilão. Michael Keaton é Vulture, um dos inimigos do jovem aranhiço. Este filme não decepciona e consegue satisfazer maioritariamente o público. Como aspecto negativo aponto para as personagens multi raciais do filme. Não que seja contra essa situação. Nada disso. Mas sou da opinião que as personagens tem de ser como apresentadas na sua versão original. Não quero spoilar, mas aviso que no final do filme fiquei mesmo furiosa. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios
Promoção

Maquilhagem da Marvel

A marca coreana The Face Shop volta a inovar. Desta vez juntou aos seus produtos uma nova coleção baseada nos heróis Marvel. Pó Compacto do Capitão América, Batôn do Homem-Aranha e Rímel da Viúva Negra, sim existe. Estejam preparados que este verão de 2017 vai ser mais cheio de cor. Esta edição limitada de produtos não sei se chegará a Portugal. Clica nas imagens para mais pormenores.

Filmes

Marisa Tomei será Tia May no novo filme Spider-Man?

marisa tomei

Agora que a Marvel e a Sony descobriram o seu Peter Parker, a escolha foi o ator Tom Hollan, a próxima personagem a fazer casting era a sua tia May. Fontes informaram à Variety que Marisa Tomei fará dessa personagem. Mas ainda não houve confirmações sobre o assunto. Os estúdios ainda estão à procura de um argumentista para se juntar a Watts. Enquanto isso podemos ver a evolução da personagem Tia May pelos anos no cinema.

Evolucao-TiaMayCom os anos tem ficado mais nova. Confesso que para mim a tia May será sempre a do primeiro filme Spider-man (2004), que também é assim representada nas bandas desenhadas. Mas também percebo que como estão a escolher cada vez um Peter Parker mais novo, a tia também assim tem de ser.

Crítica

Crítica: O Fantástico Homem-Aranha 2

O Fantástico Homem-Aranha 2: O Poder de Eletro é um filme de 2014 realizado por Marc Webb e tem como protagonistas: Andrew Garfield, Emma Stone, Jamie Foxx nos principais papéis. Sinopse: Para Peter, a vida é complicada – entre apanhar criminosos na pele do Homem-Aranha e passar algum tempo com Gwen, a pessoa que ama. Peter não esqueceu a promessa feita ao pai de Gwen de a proteger mantendo-se à distância, mas esta é uma promessa que ele não consegue cumprir. Entretanto, surge Electro, um novo vilão, Harry Osborn regressa e Peter descobre novas pistas sobre o seu passado.(Fonte: CinemaGate).

Os filmes do aranhiço já não nos são novos, já conhecemos a história do rapazinho que ao ser picado por uma aranha ganhou super-poderes e a partir daí combateu o crime de Nova Iorque. Na nossa infância todos nós vimos o desenho animado, já anteriores a esta segunda parte houve uma trilogia protagonizada pelo ator Tobey Maguire. Agora temos Andrew Garfield como Amazing Spider-man, numa versão mais rebelde, descontraído e não tão nerd Peter Parker, onde consegue a miúda, o seu amor da adolescência, Gwen Stacy, o trabalho e ainda salvar o mundo do crime. Neste filme o nosso herói tem 3 inimigos pela frente: Elektro, O Green Goblin e ainda o Rinoceronte,  e que muito tempo lhe vão ocupar. Para não falar do seu amigo Harry Osborn que acabou de chegar à cidade devido ao falecimento do seu pai, e por isso terá de se tornar herdeiro da fortuna Osborn. Como não faltava, Peter ainda terá de lidar com a verdade sobre a morte dos seus pais.

Como aspectos positivos no filme foram as cenas recheadas de efeitos especiais, que torna a película bem mais real e empolgante. Aviso já para quem tiver problemas de epilepsia que não convém assistir ao filme, os efeitos visuais de luz são constantes que até deixa os olhos a brilhar. Outra das coisas fantásticas realizadas nas cenas de ação são as paragens no tempo e os momentos em slow-motion é que percebemos como tudo funciona. Quanto aos aspectos negativos temos a falta de dramatização e como o filme acompanha demasiada história do protagonista é difícil mantermos-nos atentos a tanta informação, e por isso existem elementos que ficam um pouco para trás. O blog atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2