Crítica

A Bela e o Monstro (2017)

Título: Beauty and the Beast
Ano: 2017
Realização: Bill Condon
Interpretes: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans…
Sinopse: Uma adaptação do conto de fadas sobre um príncipe com aparência de monstro e uma jovem curiosa que se apaixonam da maneira mais imprevisível.

Bela e o Montro-2

O clássico da Disney voltou a ganhar um novo alento com a sua versão live-action. Emma Watson é a perfeita Bela e divide o protagonismo com Dan Stevens. Num festival de cor e lindas ornamentações revivemos novamente a nossa infância. O trama mantém-se idêntico ao original e ainda bem. Não existe o elemento surpresa, mas o espectador fica na mesma fascinado com o espectáculo colorido e com as paisagens dignas de contos de fadas.

Para quem conhece este conto, sabe também qual a sua mensagem. O que importa é a beleza interior, e não aquilo que vemos por fora. “A Bela e o Monstro” pretende mudar paradigmas numa versão bem mais moderna. Neste caso estou também a mencionar o primeiro romance homossexual num filme da Disney, que conseguiu quebrar barreiras. Num rol de fantasia e magia juntaram um elenco de excelentes atores britânicos. Além de Emma Watson e Dan Stevens, Luke Evans, Emma Thompson, Ian Mckelen e Ewan Mcgregor juntam-se ao elenco.

Bela e o Montro-3

A excelente banda sonora torna o filme mais deslumbrante. Músicas como “Beauty and the Beast”, “Be our Guest”, “Belle” e “Something There” continuam lá interpretadas pelos próprios atores. No entanto achei demasiado banal, tal e qual o filme original. O que achei curioso foi o facto de conhecermos mais um pouco da história da mãe de Bela, algo que ainda não tinha sido mencionado. O atores também cumprem com satisfação dos seus papeis. Emma Watson agradou-me imenso como Bela e esquecemos-nos logo que já foi Hermione em Harry Potter. Concluindo se fosse um teste de avaliação era o B+, é satisfatoriamente positivo. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Diary

Warner Bros Estúdios Harry Potter

Como sabem, para quem segue o blogue eu sou mega fã de Harry Potter. Faço parte da geração Potterhead e posso dizer que fui muito feliz com isso. Como tal a paragem nos Estúdios de Harry Potter em Londres era obrigatória. Para quem não conhece, é lá nos Estúdios Warner Bros em Leavesden que estavam instalados os vários departamentos de produção e onde foram filmadas várias cenas  dos filmes.

Depois de uma enorme fila para entrar lá conseguimos a nossa oportunidade. À entrada em grupo somos encaminhados para uma sala de cinema onde o trio de atores Daniel Radcliffe, Emma Watson e Rupert Grint nos explicam um pouco da magia das filmagens de Harry Potter e dos seus 10 anos em gravações. Enquanto o ecrã levanta-se somos contemplados com a entrada para o Grande Salão.

Estudios Harry POtter-1

Aí começa a sério a nossa visita. O grande salão, o mesmo utilizado durante os filmes é mesmo majestoso, aí contemplamos as várias casas da escola: Gryffindor, Slytherin, Ravenclaw e Hufflepuff. Depois entramos novamente noutro gigante salão onde podemos encontrar reconstruções da sala de poções, a sala comum, dormitório dos rapazes, Floresta Negra, e vários artefactos do filme, assim como guarda-roupa e perucas utilizadas pelos atores. Enquanto assistimos ao museu, conhecemos também a história de toda a produção Harry Potter. Nesta zona também temos a experiência de andar de vassoura, com um pequeno vídeo que fazem em ecrã verde. Conhecemos também o expresso 9 e 3/4 onde podemos entrar e conhecer as suas carruagens.

Estudios Harry POtter- 2

A chegada ao exterior é mantida por um bar, onde podemos beber a famosa ButterBeer, ou Cerveja de Manteiga. Aproveitamos também para almoçar, que após grandes caminhadas é necessário repor energias. Obviamente tinha que provar. Aí conhecemos Privet Drive, o Autocarros dos Feiticeiros, a Mota do Hagrid e a ponte da escola de magia.

Estudios Harry Potter-3

De seguida entramos nos departamentos mais técnicos da produção e dos efeitos especiais, onde conhecemos como são criadas as personagens e acessórios mais incríveis. Seguimos para Diagonally e para a sala dos esboços onde conhecemos a famosa maquete do castelo. Depois saímos pela loja onde pudemos optar por 1001 coisas relacionadas com Harry Potter.

Esta é realmente uma viagem única para qualquer fã. O que achei que devia ser melhorado é o preço da cerveja que é um exagero, comparando com o sabor e receita. E ruas como Diagon Alley e cenas do filme como áreas do castelo deviam ser totalmente recriadas na sua totalidade para uma experiência melhor. Como já estive na Disney, sei bem do que são capazes e nos Estúdios Harry Potter deviam fazer o mesmo. O merchandising na loja também havia de ser mais diversificado a nível de recordações, existe é muitos brinquedos, produtos que para a minha idade não tem interesse.

Estudios Harry Potter-4

O melhor é que podemos andar à vontade em todas as salas e tirar fotografias a tudo. Não à pressas nem correrias. É um espaço familiar e muito bem aproveitado. A zona de piqueniques é uma excelente ideia  pois podemos levar comida de casa o que torna tudo muito mais prático. O espaço é muito didáctico e podemos aprender muito sobre como fizeram todos os filmes.

Querem acompanhar a minha aventura em Londres? Descobre o que eu fiz no Dia 1 e no Dia 2.

Filmes

Emma Watson e Daniel Radcliffe

Emma-Watson-Daniel-Radcliffe-and-Adele

Os jovens atores começaram a sua carreira ainda muito novos na saga de filmes Harry Potter. Acompanhamos o crescimento de ambos durante 10 anos. Ao longo de 8 filmes conhecíamos Daniel Radcliffe como Harry Potter e Emma Watson como Hermione Granger. Depois das gravações da saga que os tornou famosos terminaram, ambos estavam convencidos do que queriam: continuar a vida profissional como atores. Emma Watson foi logo recrutada em 2011 para o filme “A minha semana com Marylin“, ao lado Michelle Williams e Eddie Redmayne, um papel secundário. Continuou noutra das suas paixões, a moda. Conseguiu várias parcerias com revistas, desfiles e ainda juntou-se a várias marcas. Entretanto foi participando em filmes com papéis secundários, é o caso de “As Vantagens de ser Invisível”, “Bling Ring” e “Noé“. Em 2015 conseguiu o seu primeiro papel principal com o filme “Regressão” ao lado de Ethan Hawke. A película não foi bem vista pela crítica. Outro filme com Emma como protagonista é “Colonia” que tem sido uma desgraça autentica. Desde que estreou apenas rendeu 56 euros  nas bilheteiras, que será divido por três bilheteiras. O filme vai ser transmitido em streaming.

colonia

Quanto a Daniel Radcliffe vai ganhando terreno como protagonista em filmes como “A Mulher de Negro“, “O Amor é Estúpido“, “Victor Frankenstein” e “Cornos“, também participou em “Mestres de Ilusão 2” mas como papel secundário. Recentemente saiu o trailer do seu mais recente filme “Imperium“, sobre um policia que se infiltra numa rede terrorista.

CmTUvjCWcAAqOJ2

Os jovens atores cresceram juntos na saga “Harry Potter”, mas tem conseguido manter as suas carreiras. Emma Watson anda numa maré de azar na sua escolha de filmes, já Radcliffe tem se mantido de pé nas suas escolhas.

Crítica

Crítica: Noé

Noah-1

Título: Noah

Ano: 2014

Realização: Darren Aronofsky

Interpretes: Russell Crowe, Jennifer Connelly, Anthony Hopkins, Emma Watson…

Sinopse: Um homem foi escolhido pelo criador do Mundo para conseguir desempenhar uma memorável missão numa apocalíptica cheia que vai devastar o planeta Terra.

Noah-2

A história de Noé foi-me apresentada na catequese. Segundo a Bíblia, Noé foi o homem que construir uma gigantesca arca para albergar todas as espécies de animais durante um grande dilúvio. Da história surge o filme protagonizado por Russell Crowe e Jennifer Connelly. Esqueçam tudo o que sabem sobre Noé. Neste filme tudo é reinventado. Existem pedras gigantes que falam, humanos com poderes sobrenaturais e magia. O realizador Darren Aronofsky criou esta obra com o intuito de mandar uma mensagem. Pretende relembrar aos espectadores os pecados do Homem. A sua crueldade, inveja e egoísmo, num mundo que está poluído com demasiada maldade e ambição negativa. Este filme não é para aqueles mais religiosos, é um pouco diferente ao esperado, mas entretém o público. Contudo as suas duas horas e meia da película tornam a história já maçuda de ver, o que é pena porque o desenrolar final foi bastante interessante. “Noé” volta a juntar Russell Crowe e Jennifer Connelly  como casal, já os tínhamos visto juntos em “Mente Brilhante“. O nível de qualidade dos atores foi alta, ao que também se juntam Anthony Hopkins, como sábio, e Emma Watson num papel pós-Harry Potter, do qual também aqui recebeu o merecido protagonismo como a menina orfã que tinha o sonho de conseguir ter filhos. A densidade da história é retratada de forma natural, como uma cinematografia escura onde não faltam sequências de ação bem criadas.

Noah-3

O filme foi claramente bem idealizado, onde a utilização do CGI foi um recurso necessário para a construção do mesmo. A cena do grande dilúvio era um dos momentos mais esperados, que até conseguiu satisfazer em pleno. Por outro lado, outro factor a ter em consideração, é que a história não é apenas sobre o herói bíblico, mas também sobre a sua família: esposa e filhos, que mereceram atenção no enredo. “Noé” peca por se tornar um pouco fantasioso, estou a falar dos “vigilantes” gigantes de pedra que ajudam o protagonista na sua missão. Contudo são várias as mensagens de ética e moralidade explicitas no filme, reportando várias vezes que o ser humano é imperfeito. Concluindo esta obra cinematográfica pode ter as suas imperfeições, mas entretém e consegue surpreender pelo seu carácter visual e pelo elenco. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2

Crítica

Crítica: Harry Potter e os Talismãs da Morte – Parte 2

harry potter and the deathly hallows part 2_1

Título: Harry Potter and The Deadly Hallows Part 2

Ano: 2011

Realização: David Yates

Interpretes: Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson…

Sinopse: Harry, Ron e Hermione continuam a sua jornada à procura dos horcruxes de Voldemort com o objectivo de destruir o Senhor das Trevas. Enquanto isso chegou o momento da batalha final em Hogwarts.

harry potter and the deathly hallows part 2_2

A promoção do filme “Harry Potter e os Talismãs da Morte: Parte 2″ foi absolutamente maravilhosa. Os cartazes promocionais espalhados pelo mundo nem sequer necessitavam de  título. Apenas eram apresentados os protagonistas (principalmente os três: Harry, Ron e Hermione) com a frase “It all ends”. Não explicava o quê, nem quem, apenas isso. Aquela frase. Após oito filmes, e sete livros a história de Harry Potter é conhecida em todo o mundo e não é necessária mais nenhuma indicação. Tudo ia acabar. Aliás este era o filme final e o culminar de toda a aventura. Mas Harry Potter não terminou, pelo menos para mim, ainda continua nos nossos corações. Na minha opinião este foi o melhor filme da saga, estava completo. Ação, mistério, drama e até comédia fazia parte da película. A batalha final entre Harry Potter e o Dark Lord foi épica, com efeitos visuais espectaculares, luzes das faíscas das varinhas e muito movimento. Lembro-me de sair satisfeita da sala do cinema, a saga de Harry Potter podia ter terminado, mas este último deixou a sua marca. Agora aproximadamente de 2 em 2 anos faço a maratona de todos os filmes.

HARRY POTTER AND THE DEATHLY HALLOWS – PART 2

Apesar do filme ser muito bom, não está perfeito. Algumas cenas de luta tornam-se demasiado rápidas e por isso falta-lhes a emoção desejada. A morte de algumas personagens principais também foi pouco notada, sequências rápidas que apenas seguem um objectivo, a luta final de Harry com Voldemort. A realização liderada por David Yates foi majestosa, afinal uma saga com milhões de fãs, é difícil de terminar. No entanto a tarefa foi terminada com êxito. Quem ainda não tinha lido os livros desenganem-se que este é apenas um filme com uma batalha. Não. Ainda existe histórias não reveladas de personagens. É o caso do professor Snape que afinal tudo o que fez foi salvar Harry das adversidades do mal. Essa cena parte-me mesmo o coração. “After all this time? Always”. A coragem do Neville também surpreendeu e ainda a verdade sobre os Talismãs da Morte. Apesar de tudo esta torna-se numa boa obra cinematográfica. O blogue atribui 4,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2


Harry Potter - www.wook.pt

Crítica

Crítica: Harry Potter e o Príncipe Misterioso

harry potter and the half blood prince_1

Título: Harry Potter and the Half-Blood Prince

Ano: 2009

Realização: David Yates

Interpretes: Daniel Radcliffe, Alan Rickman, Emma Watson, Rupert Grint…

Sinopse: Quando Harry Potter começa o seu sexto ano na escola de magia e feitiçaria, ele descobre um livro antigo marcado como “propriedade do príncipe misterioso” e começa a perceber mais sobre o passado de Voldemort.

harry potter and the half blood prince_2

Recentemente revi “Harry Potter” e como tal decidi fazer a crítica já que ainda não a tinha feito para o blogue. Em “Harry Potter e o Príncipe Misterioso” mais um ano em Hogwarts começa e mais uma vez a vida de Harry está em perigo.  Neste filme não muita ação, ao contrário dos anteriores, aqui os jovens dedicam-se mais à escola, e às provas de Quiddich, agora Ron também tenta a sua sorte no desporto, e ao romance. Além de Harry que começa a apaixonar-se por Ginny, os sentimentos de Hermione por Ron começam a ser mais claros , entretanto este tem a sua primeira namorada.”O Príncipe Misterioso” é o início da batalha épica entre Harry e Voldemort, aqui compreendemos melhor o passado do vilão, a sua infância e adolescência e o motivo da sua imortalidade durante os anos. O trio está mais unido e existem mais momentos de descontracção e comédia no filme, pois este é uma pré-ação do final épico.

harry potter and the half blood prince_3

Novas personagens são apresentadas, exemplo do professor Slughorn, Lavender Brown, entre outros. O cast principal mantém-se firme e consistente tal como nos filmes anteriores, afinal vimos-los crescer no grande ecrã. Neste filme também acontece a morte do Professor Dumbledore (não é spoiler) o que para mim no livro esta cena esta muito bem escrito, mas no filme o sentimento de perda devia ter sido mais explorado. O final deste filme dá logo vontade de ver os dois restantes filmes, termina em aberto e com expectativa para o próximo, que entretanto também vou por aqui fazer crítica. Adoro fazer maratona dos filmes “Harry Potter”, talvez deva instruir essa regra a mim, de 5 a 5 anos fazer maratona dos filmes de “Harry Potter”, e de “Senhor dos Anéis” e de “Star Wars” bem é melhor parar por aqui. O blogue atribui 3,5 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Listas

25 em 25 anos

Recentemente fiz 25 anos e como tal decidi fazer uma pesquisa dos acontecimentos que marcaram o entretenimento desde 1990 e como tal também fazem 25 anos em 2015.

Continue reading “25 em 25 anos”

Bastidores

Bastidores – Harry Potter

MG_5717EW
Nesta fotografia é visível a cumplicidade dos atores Emma Watson (Hermione Granger) James e Oliver Phelps (Fred e George Weasley) e Matthew Lewis (Neville Lomboghton), aqui estão presentes no Wizerd World of Harry Potter, um parque temático em orlando, E.U.A. Os atores foram convidados a experimentar a bebida Butterbeer, muito conhecida da saga e gostaram imenso.