Ora toma!

Sabias que…

Christian Bale fez audição para o papel de Robin no filme Batman em 1997, mas foi rejeitado por o realizador acreditava que Bale não tinha estilo de Batman.

Christian Bale Batman3

Crítica: The Dark Knight Rises

A aventura do super-herói morcego iniciou-se em 2005, com o filme Batman Begins em 2008 estreava outro filme desta vez com o nome The Dark Knight, e sempre com o mesmo realizador e ator que interpreta o famoso herói, Christian Bale, juntamente com Morgan Freeman no enredo. É de referir que todos os filmes foram aplaudidos pela crítica. Neste filme, a história desenvolve-se 8 anos após a história fatídica do filme anterior, do qual ditam a forçada desistência do Batman como protetor da cidade de Gotham. Devido à culpa injusta que toda a população põe sobre os ombros do herói, ao culpa-lo da morte de Harvey Dent.


Pode dizer-se que a trilogia realizada por Christopher Nolan, com o seu último filme The Dark Knight Rises (2012), teve o seu final bombástico. A aventura do super-herói morcego iniciou-se em 2005, com o filme Batman Begins em 2008 estreava outro filme desta vez com o nome The Dark Knight, e sempre com o mesmo realizador e ator que interpreta o famoso herói, Christian Bale, juntamente com Morgan Freeman no enredo. É de referir que todos os filmes foram aplaudidos pela crítica. Neste filme, a história desenvolve-se 8 anos após a história fatídica do filme anterior, do qual ditam a forçada desistência do Batman como protetor da cidade de Gotham. Devido à culpa injusta que toda a população põe sobre os ombros do herói, ao culpa-lo da morte de Harvey Dent.


Bruce Wayne, multimilionário da cidade de Gotham, esconde a sua identidade secreta como Batman. Devido aos tristes eventos passados à oito anos atrás deixou de ser o Homem-Morcego e passou a viver isolado do mundo na sua mansão. Até ao dia em estranhos acontecimentos ameaçam a cidade, uma estranha ladra vestida de gata (Anne Hathaway), um terrível vilão com máscara de nome Bane (Tom Hardy) que trás o caos e destruição por onde passa, e um inspector bastante teimoso, John Blake (Joseph Gordon-Levitt), fazem Bruce Wayne mudar de ideias quanto à intervenção de Batman na cidade. Com a ajuda do seu amigo Lucius Fax (Morgan Freeman), o Batman consegue ter os seus equipamentos especiais na luta contra o mal.

Porém uma falha a reter do filme é que como este é o derradeiro final, é como nos são expostas imensas personagens novas, não há tempo para uma apresentação mais adequada de cada um. Desta vez o filme não dá tanta importância a Alfred (Michael Caine) nem a Lucius Fox, mas sim a Selina Kyle (Anne Hathaway) e o jovem policia John Blake. Contudo apesar do longo tempo do filme (quase três horas) nem nos apercebemos do tempo passar, devido ao belissímo envolvimento do enredo, pois estamos sempre curiosos ao que vais acontecer, pois desta vez, Batman vai ter de confrontar-se com a terrível destruição massiva da cidade de Gotham onde a vida de todos os cidadãos está em perigo. Será que vai conseguir? Ou será o final do herói? Não percam este fantástico filme de Nolan, pois afinal é o último da  trilogia.Neste filme tenho de atribuir 4,5 estrelas em 5

Rating: 4.5 out of 5.

Liga da Justiça

Liga da Justiça é uma série animada tanto para miúdos e graúdos, mostrando que a força e o poder pode estar dentro de cada um e que todos temos o poder de vencer os nossos medos.


A original Liga da Justiça surgiu em 1960 na banda desenhada realizada pela DC Comics. O desenho animado surgiu em 2001 até 2004. A história é baseada numa Liga formada pelos super-heróis por nós conhecidos, são eles: Super-Homem, Batman, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, Flash, Mulher-Falcão e o Marciano. Também conhecidos como os “Sete Magníficos“. Apesar de haver algumas trocas pelas mãos dos criadores,  Bruce Timm e Paul Dini na formação da equipa (o Aquaman personagem principal na banda-desenhada foi substituído pela Mulher-Falcão na animação e o facto do Lanterna Verde ser afro) a série foi bastante aplaudida pela crítica principalmente pelo verdadeiro seguimento da BD.

As personagens dispensam apresentações, fazem todos parte da nossa infância, todos nós conhecemos as suas histórias. Mas vou relembrar quais os seus poderes de cada um:

Super-Homem: Super-força, raios laser, super-audição, invulnerabilidade e consegue a capacidade de voar.

Batman: Único super-herói que não possui poderes, apenas inteligência perspicácia e meios tecnológicos.

Flash: Super-velocidade

Mulher-Maravilha: Super-força, consegue voar e as suas braceletes são protectoras.

Marciano: Capacidade de mudar de forma (seja humano ou animal), consegue atravessar paredes, telepatia, e através do seu corpo molecular consegue dissolver-se.

Lanterna-Verde: O seu anel, consegue transforma-se em tudo o que lhe vier à mente

Mulher-Falcão: Consegue voar e o seu martelo é bastante útil nas batalhas.

A missão dos nossos heróis é sempre a mesma, mas que nunca nos cansamos, a Liga da Justiça salva o mundo dos vilões são eles: Joker (inimigo número 1 do Batman), Brainiac (um gorila super-inteligente), Lex Luthor (sempre a quer derrotar o Super-Homem), entre outros.

A série animada da Liga da Justiça conta com cinco temporadas, sendo que a partir da terceira temporada muda de nome para Justice League: Unlimited, devido à nova aquisição de super-heróis no enredo.

Crítica:

Liga da Justiça é uma série animada tanto para miúdos e graúdos, mostrando que a força e o poder pode estar dentro de cada um e que todos temos o poder de vencer os nossos medos. Aventura, privilegiada através da imensas batalhas que os nossos heróis terão de travar, comédia com as piadas do Flash, “engraçadinho do grupo” dos amores e desamores das personagens e valores étnicos e morais a ter em consideração. Assistir a Liga da Justiça pode tornar-se num serão agradável para os amantes de super-heróis com poderes. Na minha opinião o melhor episódio é Wild Cards, onde o Joker leva os nossos heróis quase à loucura e o fim do episódio é impressionante. Eu aconselho vivamente a verem este comic.