Crítica: Gritos 4

10 anos passaram-se, e Sidney Prescott voltou à sua terra natal para promover o seu novo livro baseado nos trágicos acontecimentos do Ghostface. Mas este não tem forma de a largar.

Título: Scream 4
Ano: 2011
Realização: Wes Craven
Interpretes: Neve Campbell, Courteney Cox, David Arquette…
Sinopse: 10 anos passaram-se, e Sidney Prescott voltou à sua terra natal para promover o seu novo livro baseado nos trágicos acontecimentos do Ghostface. Mas este não tem forma de a largar.

Depois dos anteriores filmes (Gritos 1, Gritos 2, e Gritos 3), o realizador Wes Craven volta a insistir com um quarto filme da saga do Ghostface, um assassino viciado em filmes de terror. Tal como o caracteriza o filme volta a ser uma perfeita sátira aos filmes do género. Com um argumento repleto de ironia de piadas constantes sobre cinéfilos. O elenco mantém-se e novamente o assassino ataca Sidney (Neve Campbell) que recentemente chegou à sua terra natal, para promover o seu mais recente livro. A jornalista Gale (Courtney Cox) vive aborrecida com a sua vida monótona na pequena vila de Woodsboro, onde o seu marido Dewey (David Arquette) é o xerife. Além do elenco principal, jovens atores como Emma Roberts, Hayden Panettiere, Lucy Hale, Adam Brody, Anna Paquin, Kristen Bell e Britt Robertson que representam a nova geração.

Este filme pode parecer que já perdeu o elemento surpresa, mas ainda consegue conquistar a curiosidade do espectador. No final queremos sempre saber quem é o assassino. Wes Craven voltou a apostar no seu hit de sucesso, provavelmente por o terceiro filme não conseguiu a aderência que pretendia. Com Gritos 4 teve a oportunidade de redimir-se e conseguiu, este filme é pausadamente melhor e com uma história mais lógica. Afinal regra número 1 das sequelas “Don’t fuck with the original!“. O blogue atribui 3 estrelas em 5.

Rating: 3 out of 5.

Autor: beautifuldreams

Licenciada em Ciências da Comunicação, adoro escrever e ler. Sou lontra de sofá, amante de filmes e séries televisivas, vejo tudo o que posso. Aprendiz de geek, vivo num mundo de fantasia. Adoro a vida e ainda há tanto para descobrir.

Um pensamento em “Crítica: Gritos 4”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s