Crítica

Crítica: Jackie

Jackie-1
Título: Jackie
Ano: 2016
Realização: Pablo Larraín
Interpretes: Natalie Portman, Peter Sarsgaard, Greta Gerwig…
Sinopse: Seguindo o assassinato do Presidente John F. Kennedy, a Primeira-Dama, Jackie Kennedy luta contra o trauma e o luto, tentando recuperar a fé, consolando os seus filhos e mantendo o legado do seu marido.

Jackie-2

Com um filme biográfico pouco convencional, o chileno Pablo Larraín optou por fazer uma abordagem mais pessoal sobre o lado da Primeira Dama, Jaqueline Kennedy (Natalie Portman) aos dias ensurdecedores que se seguiram ao assassinato do Presidente dos Estados Unidos da América, John F. Kennedy. Aproveitando com momentos passados na Casa Branca fazer o contraste com “Camelot”, o lugar de sonho que se tornou num verdadeiro pesadelo. A comparação com a lenda do rei Arthur foi mesmo atribuída pela viúva do presidente numa entrevista após sua morte. E tal momento é evidenciado no filme. Esta obra cinematográfica não apresenta uma história progressiva, são apenas memórias que se mantém interligadas após a trágica experiência que Jackie teve que suportar. Logo não é uma obra biográfica completa da vida daquela que foi a Primeira Dama mais reconhecida e também um ícone de moda. A satisfação deste filme é que não perde tempo em dramas exagerados e desnecessários. “Jackie” mantém-se como uma versão baseada na realidade.

_MG_3106.CR2

Jackie” é portanto uma obra cinematográfica pessoal e intimismo sobre um momento trágico familiar num alto cargo de poder. Natalie Portman brilha como protagonista. Apresenta profissionalismo, determinação e carisma. A atriz revela estudo na sua personagem, o seu modo de falar e gestos foram estudados detalhadamente para não existirem falhas.Se verificarmos atentamente as cenas em que Jackie apresenta a Casa Branca é claro o esforço de Portman para se manter um retrato fiel ao real. A verdade é que ficamos a conhecer bastante bem os traços de personalidade da Primeira Dama, mesmo não sendo este inteiramente um filme biográfico. Portman não conseguiu o Óscar de Melhor Atriz, mas certamente seria uma excelente escolha. O diálogos apresentados mantém uma postura profunda e quase viciante de assistir. Concluindo “Jackie” é um filme completo, que retrata de forma subjectiva aquele que foi um dos maiores acontecimentos do séc. XX, o assassinato do Presidente Kennedy. Contudo seria também interessante acrescentar alguma objectividade real da situação para o espectador ficar mais esclarecido. O blogue atribui 4 estrelas em 5.

golden_star2golden_star2golden_star2golden_star2

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s