Crítica

Crítica: Sangue Quente

Sangue Quente ou na versão original Warm Bodies, é um filme de 2013, realizado por  Jonathan Levine e tem como protagonistas: Teresa Palmer, Nicholas Hoult, John Malkovich .

Sinopse: Um vírus misterioso devastou a civilização, transformando as suas vítimas em monstros comedores de carne, sem memória das suas vidas passadas. O que resta da humanidade está escondida em bunkers fortificados, onde os sobreviventes vivem aterrorizados pelos seus antigos entes queridos. Mas tudo se altera quando um grupo de zombies esfomeados se cruza com um grupo de humanos em busca de mantimentos. R (Nicholas Hoult), um zombie com alma, fica de tal forma cativado pela bela humana Julie (Teresa Palmer) que acaba por salvá-la de ser comida pelos seus companheiros. R resolve proteger Julie e esconde-la no seu esconderijo, partilhando com ela os tesouros que vem recolhendo durante as suas saídas – discos em vinyl, instrumentos musicais, e outros objetos de uma vida normal. Com o passar do tempo, Julie começa a despertar sentimentos há muito tempo esquecidos em R, ao mesmo tempo que se apercebe que existe em R mais do que um olhar vago. Confusa com os seus sentimentos, Julie decide regressar à sua cidade, onde o seu pai (John Malkovich), um cruel caçador de zombies, lidera uma força armada de segurança. Enquanto isso, o enamorado R começa a mudar de uma maneira que não imaginava ser possível e acredita que a sua relação com Julie pode ser a salvação da raça humana. Mas quando ele aparece à porta de Julie, desencadeia uma guerra entre humanos e zombie que ameaça destruir qualquer hipótese de ficarem juntos.


Nesta história de comédia e romance, junta um pouco do género de Walking Dead e ao mesmo tempo uma história de amor como a de Romeu e Julieta, pois pertenciam a dois mundos diferentes. Neste caso ela uma humana, e ele um zombie, um corpo morto andante.

Inicialmente pelas imagens que vi antes de esperar do filme, admito que não achei que fosse de grande entusiasmo. Aliás parecia-me um filme realizado um pouco à pressa, com um zombie, que mais parecia um jovem que há muito não dormia, com uma história um pouco “fatela”. Mas tenho que admitir que até me surpreendeu pela positiva, com uma história de amor cómica razoável.

Admito que temos de dar uma oportunidade a este filme. Em Warm Bodies temos um elenco jovem e bastante inovador. Teresa Palmer já é por nós conhecida por filmes teen como: O Aprendiz de Feiticeiro, e I Am Number Four. Já Nicholas Hoult passa mais despercebido nas luzes da ribalta, em criança contracenou ao lado de Hugh Grant para o filme I am a Boy, mais recentemente participou no filme X-Men o Início, que terá sequela para 2014. Em suma o filme Sangue Quente satisfaz o telespectador devido á história envolvente que se torna diferente de tudo já realizado até agora sobre o género. O Blog atribui 3 estrelas em 5.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s