Crítica

Crítica: Nos Idos de Março

Nos idos de Marçoé um filme de 2011, realizado por George Clooney. E tem como principais interpretações Ryan Gosling, George Clooney, Philip Seymour Hoffman e Paul Giamatti. The Ides of March acompanha os frenéticos últimos dias que antecedem as fortemente disputadas eleições primárias em Ohio, quando um ambicioso assessor de imprensa (Ryan Gosling) se vê envolvido num escândalo político que ameaça a possibilidade de ascensão à presidência do candidato que representa. A sua história é baseada no livro “Farragut North”, de Beau Willimon, e desenrola-se durante os dias que antecedem as decisivas Eleições Primárias do Ohio, e centra-se em Stephen Meyers (Ryan Gosling), um dos vários consultores eleitorais do Governador Mike Morris (George Clooney), um politico que está apenas a uma vitória de garantir a Nomeação do Partido Democrata às Eleições Presidências. O Governador Morris está à frente em todas as sondagens, no entanto, um escândalo sexual começa a formar-se e ameaça tirar-lhe a vitória e a nomeação, uma situação insustentável que vai forçar Meyers a utilizar todas as artimanhas necessárias para evitar que o eleitorado descubra o escândalo e dê a vitória ao outro candidato.

É neste ambiente sombrio e de suspense que vemos por detrás da cortina sobre o que se passa nas campanhas eleitorais americanas, e sobre quais os segredos sombrios que os políticos escondem para darem a entender que são pessoas honestas que nada tem a esconder. No geral pode-se dizer que George Clooney esteve bastante bem no papel de realizador deste filme de suspense, e Ryan Gosling esteve perfeitamente como braço direito de Clooney no papel de protagonista. O filme começou um pouco parado inicialmente mas que depois foi dando frutos e trouxe cativação ao telespectador, pois queria descobrir como a história iria terminar.

Concluindo nos Idos de Março torna-se um thriller político cativante que demonstra os bastidores em encobrimentos dos segredos das eleições. Como aspectos positivos temos a óptima realização de George Clooney e a brilhante interpretação de Ryan Gosling que com todo o seu esplendor conseguiu triunfar neste filme, está a subir bastante na carreira de ator. Seymour Hoffman também esteve bem, mas a sua interpretação foi um pouco “ofuscada” por Gosling. O Blog atribui 3,5 estrelas em 5.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s