Crítica

Crítica: The Beaver (2011)

The Beaver ou o Castor em português é um filme de 2011 realizado por Jodie Foster e protagonizado por Mel Gibson, Jodie Foster, Anton Yelchin e Jennifer Lawrence nos principais papéis. A história acompanha a jornada de um homem para reencontrar a sua família e recomeçar a sua vida. Atormentado pelos seus demónios, Walter Black foi outrora um executivo bem sucedido e o homem da família que agora sofre de uma depressão. Não importa o que ele tenta, Walter não consegue dar a volta ao problema e voltar a ser o que era… até que um fantoche castor entra na sua vida.

Esta obra afirmou-se como uma comédia dramática, que na realidade pouco de comédia tem. Com Jodi Foster como realizadora, este é o seu trabalho cinematográfico como realizador, sendo que Jodi afirmou que apenas realiza filmes que tenham algo para dizer sobre a sociedade e o Castor é um exemplo disso. Porque para além de tratar de assuntos como a depressão que muitos passam na sociedade que vivemos; a sanidade mental e também algumas situações tristes por parte da sociedade que cede à ignorância sobre os problemas dos outros. Beaver transmite a mensagem para estarmos atentos aos outros que apesar de não revelarem podem estar a sofrer. Walter (Mel Gibson) vive cada vez mais deprimido já nada o motiva a continuar, a esposa Meredith (Jodi Foster) vive cansada da apatia do marido, Porter o filho mais velho do casal receia tornar-se como o pai o por isso odeia-o, e Michael o filho mais novo não tem amigos. Então que chega o castor à vida de Walter, um fantoche que promete mudar a sua vida. E não é que muda?

O filme apresenta-se como um comédia negra sobre a realidade da vida comum. Jodi Foster esteve bem no papel de realizadora e como atriz. Todo o elenco foi bem escolhido, Mel Gibson que já há muito não o víamos no cinema, a até Jennifer Lawrence (vencedora recente do Óscar de melhor atriz) começava a subir na carreira de atriz, este foi realizado antes de Jogos da Fome.  “The Beaver” é um filme de actores puro e duro, feito a pensar na valorização do ser humano enquanto ser social e emocional. Uma excelente escolha para quem se farta dos típicos filmes de Hollywood. O blog atribui 4 estrelas em 5.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s